Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




João Maria, 3 anos e quatro meses!

por Pineapple com açúcar, em 16.07.19

FB_IMG_1563315304693.jpg

João Maria 3 anos e 4 meses.
Maio, mês de voltarmos às rotinas e mês em que experienciamos as birras mais épicas de toda a história da humanidade birrenta.
Nem o exorcista daria conta do recado.
Mês em que o passamos a chamar de João Maria Brum Mas Eu quéio de Oliveira Mas Eu Não Consigo.
Mês em que ele passa de um Pinochet-Gaddafi-Mugabi para uma madre Teresa de Calcutá no espaço de um dia. Dorme Pinochet a querer decapitar gente e acorda numa Malala a apregoar a paz, a igualdade, amor e respeito no mundo.
E os pais a serem o tribunal de Haia.
Mês em que deixou de dizer os Rs como Is e passou a dizer como Ls.
Retaulante (restaurante) figodifico (frigorífico) e tocionado (estacionado) são as palavras predilectas da mãe que inventa histórias que o façam encaixar as mesmas a toda a hora.
Mês de idas à praia para brincar com paus e areia, mês de nadar em cuecas, mês da abertura das churrascadas e dos gelados.
Mês de mijadelas nas calças porque anda muito ocupado em afazeres altamente importantes como perseguir formigas, ou a escalar estantes e de seguida fingir que não é nada com ele. Todo mijaçado e "no passa nada".Mês de ser o exemplo do bom comportamento com os outros e de ser um delinquente com os pais.
Mês de carroceis e aviões.
Mês de pedir abraços e beijos. Mês de pedir desculpas e fazer derreter os corações dos papis.
A comida preferida é carne moida com cogumelos e natas e as bananas continuam a ser a sua eleição de fruta.
Gosta de histórias e lutas, de jogos e peças de teatro.
Para suplício dos pais continua a não gostar de brincar sozinho.
És um doce meu little pineaple, com ou sem exorcista serás sempre o meu doce mais doce.
João Maria, 28 de Maio

Autoria e outros dados (tags, etc)


João Maria, 3 anos e três meses!

por Pineapple com açúcar, em 15.07.19

FB_IMG_1563207534846.jpg

João Maria três anos e três meses. Fez nove horas de avião, andou de bicicleta em Miami, comeu gelado na ocean drive, mergulhou em south beach e bateu com um olho na quina da cama.
João Maria aterrou em Havana de olho negro, andou em taxis vintage e calcorreou a cidade. Brincou em praças com meninos e meninas, correu atrás de pombas e comeu bananas, arroz e feijão todos os dias.
Fez birras, pedia a chucha de três em três minutos. Não tinha horários. Estava de férias.
Fez cinco horas num carro vintage russo até trinidad e rejubilou de alegria na playa de Ancon em águas com temperaturas jamais experienciadas. Um autêntico caldo. Brincou com conchas e algas e era borrifado com protector solar de meia em meia hora.
Os dotes diplomáticos dos pais tinham de entrar em acção sempre que o pediamos para sair da água.
Passeou nas ruas coloniais de trinidad, comeu gelados, dançou, saltou, cantou, fez birras.
Dormiu em casas particulares de verdadeiros cubanos. Casas simples, sem mordomias de pessoas simples que vivem e sentem na pele um embargo económico de anos.
João Maria adora histórias inventadas com animais em supermercados a fazerem compras. Adora o Geko, Corujinha e o catboy.
O vocabulário dele juntamente com expressões nossas enriqueceu uns mil por cento.
João Maria foi muito feliz em Cuba, João Maria é muito feliz.
João Maria, 28 de Abril, Cuba.

Autoria e outros dados (tags, etc)


João Maria, 3 anos e dois meses!

por Pineapple com açúcar, em 15.07.19

João Maria 3 anos e dois meses. Já não pede a história dos três porquinhos. Aliás, os três porquinhos e o Lobo mau passaram à história. Continua a querer uma história todas as noites, desde que não seja a dos três porquinhos. Gosta de animais, dinossauros, carros, puzzles, jogos e bolas.
Passa o dia a correr e acredita genuinamente que é um dos seres mais rápidos do planeta. Acredita que corre ainda mais rápido se calçar as suas sapatilhas azuis. Arrasta o que pode para a banheira e nunca quer sair do banho.
Na hora de dormir tem sempre muita sede, muita fome, e muita vontade de fazer xixi e cócó.
Continua a ser um devorador de bananas.
Acorda sempre entre as 7 e as oito, mas agora entra em silêncio no quarto dos pais e salta para a cama dos mesmos.
Gosta do mar e de atirar pedras. Recolhe o plástico da praia e coloca-o no lixo.
Conta até dez em inglês e português e já não se esquece do sete. Sabe alguns animais em inglês.
Dá ralhetes à Fiji e não suporta que ela durma na sua cama.
Adora ir ao parque e ao jardim e fala ansiosamente no verão para poder comer gelados.
Está um pequeno homenzinho com tiradas de humor fantásticas.
O nosso little pineapple a crescer a olhos vistos 🍍❤

28 de Março 

FB_IMG_1563187593369.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


João Maria, 3 anos e um mês!

por Pineapple com açúcar, em 15.07.19

Três anos e um mês de João Maria. Gosta do Lobo mau e dos três porquinhos, de dinossauros, animais e agora, carros. Gosta de construir torres. Gosta de destruir torres. Devora queijo e uvas. Tira os óculos para chamar a atenção e levar ralhete. Canta o baby Shark cento e quarenta vezes por dia e o little finger duzentas e vinte duas vezes. Conta em inglês até dez e não se esquece do “seben”. Conta em português até dez mas continua a esquecer-se do sete. Sabe as cores em inglês.
Fala em zombies e imita os zombies. Não gosta de mosquitos, aranhas, minhocas e lesmas. Anda em bicos dos pés quando vê lesmas. Chama de amigo ao pai e a sua melhor amiga é a Carlota. Intensificaram-se as birras, reinventaram-se os castigos. Continua a pedir todas as noites a história dos três porquinhos.
Cozinha com o pai e lê histórias com a mãe. Tem um jogo dos três porquinhos mas aldraba sempre para que o Lobo ganhe.
28 de Fevereiro

FB_IMG_1563181777628.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


João Maria, 3 anos!

por Pineapple com açúcar, em 15.07.19

João Maria, 3 anos. Gosta do Lobo e dos três porquinhos. Gosta de dinossauros. Devora tomates e bananas. Cospe ervilhas e empadão. Usa óculos e uma pala no olho uma hora por dia. Acorda todos os dias entre as 7:00 e as 7:59, sempre a cantar. Conta até dez mas, esquece-se sempre do 7. Pergunta muitas vezes se estamos felizes. Nunca quer tomar banho, nunca quer sair da banheira. Tem medo do Lobo, da bruxa, do velho, do fantasma e mais recentemente do palhaço. Gosta de saltar na cama. Tem cócegas e dorme com 3 chuchas. Pede a história dos três porquinhos todas as noites e o seu melhor amigo é o Farias. Adora papa cerelac e toda a qualidade de carne. Bebe pouca água, mas adora sumo. Raramente bebe sumo e é obrigado a beber água. Chama-me de princesa e de rei ao pai. Nunca se esquece de incluir na família a gata, os dois cães e o tio Luís.
Adora ouvir e contar histórias. “Mamã conta uma hitóia...”
3 anos de um João Maria incrivelmente feliz... muito feliz.
28 de Janeiro 2019

FB_IMG_1563181471833.jpg

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Está aberta a Christmas season

por Pineapple com açúcar, em 15.11.18

O Natal está a chegar, Natal está a chegar... 

João Maria ligou as luzes da árvore de natal e ficou assim... o que é óptimo porque com um spray dourado está pronto para ser a nossa nova estrela da árvore de natal!

6AD3655B-4E80-40A9-BC6F-61B138053F22.jpeg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Conselhos dos bons!

por Pineapple com açúcar, em 20.09.18

255CC171-66DC-4A5D-9761-FDF4B1306622.jpeg

 

Isto agora é que vai começar... o little pineapple já começa a expressar-se com facilidade, meio macarrónico mas, já bastante perceptível!

Já por várias vezes que tenta chamar a nossa atenção e de toda a população chinesa, tal é o entusiasmo e gritaria para um senhor gordo. “Oiem um nhô gooodo, muito gooodo!”

Graças à nossa senhora do bom senso que sabemos lidar muito bem com este tipo de situação, somos pais adultos, maduros, serenos, por isso quando nos deparamos com uma incoveniência dele  a gente, de forma super sónica, “arrejeita-se” para um canto qualquer  a tempo de quando a pessoa olhar, depara-se com uma criança não acompanhada. 

No entanto, há sempre um ou outro que se mostra intrigado e fica ali parado à espera que apareça um adulto.

No amandamento do corpo uma pessoa às vezes não cai bem e fica ali, atrás das pedras,  meia contorcida com dores nos “rinses”, diz então a gente sai e como quem não quer a coisa aparecemos a dizer: “ eu já tou vendo esse pequeno aqui sozinho à tanto tempo, vou levá-lo aos pais... “

Também já nos aconteceu não ter sítio para nos escondermos e aí a arte do improviso manda desenrascar. A criança grita uma barbaridade e nós só temos que de imediato falar estrangeiro. “Oh look, a boat! Oh lookthe sea, Oh look an unaccompanied minor... let’s return him to the lifeguard!”

 

Nas vezes em que faço madrugadas e o meu corpo, bem como o meu cérebro não consegue reagir a uma velocidade decente é só manter a vista parada e babares-te... a pessoa quando olha, percebe que não jogamos com os trunfos todos e dá um desconto, não julga, não põe em causa as nossas habilidades educacionais.

 

Pronto, e é assim a arte de bem educar uma criança, simples e descomplicada... Sinto que sou uma mais valia para a sociedade quando compartilho estes pequenos truques e conselhos... porque temos de ser uns para os outros e estamos todos no mesmo barco.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Quando eles vão de viagem

por Pineapple com açúcar, em 17.09.18

Isto de estar “amêgada” com um alfacinha tem as suas condicionantes, para além de estar  sempre a explicar expressões básicas da língua portuguesa como “passar o mapa na casa”, “desfrisar uma galinha”, “por a roupa de molho na pana”, tenho de dividir a criança com a família paterna.

Além da separação entre mãe e filho, (porque a “je” trabalha e este corpo não pode andar a cirandar sempre que lhe apetece) temos toda uma logística a preparar. 

Primeiro, a mala tem de ser feita minuciosamente, com o estritamente necessário porque senão o pai entra em colapso nervoso e tem de levar com um comprimido debaixo da língua. O homem passa-se se eu separo uns três outfits a mais para uma eventualidade... é que carregar mais 500 gramas e o apocalipse total vai uma curta diferença, homens! 

Segundo, os outfits têm de estar conjugados e muito bem dobradinhos, porque se tens o azar de colocar umas calças vermelhas e uma blusa da mesma cor na mala a probabilidade da criança estar na capital vestida de menstruação é de 100%.

Terceiro, tens de te armar em vidente e prever e equacionar todas  as possíveis variantes, condicionantes, vontades e desejos do teu filho colocando tudo isto numa mini mochila de mão.

 

Nas duas horas de voo, tudo pode acontecer. Se tem calor, se tem frio, se faz xixi, se faz cócó, se tem fome, se tem sede, entretenimento durante a viagem...

Ora, como estamos na corrida para o prémio Nobel de melhores pais do ano, uma pessoa esmera-se na tarefa dos preparativos, e numa das últimas viagens achei por bem colocar umas calças de ganga novinhas em folha caso houvesse algum acidente.

Não há nada melhor do que estrear uma peça de roupa nova numa viagem, certo?

O miudo decidiu fazer xixi fora da fralda, na altura ainda usava fralda, e o pai lá foi ao saco preparado criteriosamente pela mãe.

Um ponto para a mãe que colocou umas calças que literalmente  caíam pelas pernas abaixo e um ponto para o pai por ter insistido com as mesmas quando tinha uns calções suplentes na mala, mais um ponto para pai por não ter apertado os elásticos que existem dentro das calças. 

O bom é que a criança vive feliz e contente com todos estes percalços e vai fazendo disto tudo uma festa... até ao dia.

 

Podem não acreditar mas damos o nosso melhor todos os dias e este é o nosso melhor!

 

 

 

D443D6C0-B994-43DA-AD46-C3E7F19B9089.jpeg

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


A festa!

por Pineapple com açúcar, em 23.02.18

Eu sou uma desnaturada, é um facto, mas têm de perceber que isto de ser mãe, mulher, profissional em topo de carreira numa empresa internacional cotada na bolsa, não é fácil.
Depois de me pedirem para descrever a festa de aniversário, mas de forma séria e real, o que tinha de ter feito era, descrever a festa de aniversário de forma real e séria, mas não, preferi adormecer morta de cansaço no sofá!
Como é que conseguem, pessoas que fazem mil coisas num dia, pessoas que fazem mil coisas numa hora?! Como?

O homem cá de casa diz que tenho uma forma muito peculiar de gerir o tempo, que é a chamada forma de não gerir tempo algum e confiar em Deus. “Jesus, conto contigo.” Digo eu, todas as manhãs sentada na cama, com os dedos indicadores apontados para o céu e num sotaque brasileiro, para parecer mais credível e eficaz.
Aqui vai, de forma séria (vou tentar).
Dia 28 de janeiro JM fez 2 aninhos, a festa foi em casa com família e amigos, notando-se a ausência de Jean Paul Gautlier e Karl Lagerfeld devido a afazeres profissionais.
Os animais foram o tema da festa, desde aos selvagens até aos da quinta e domésticos e estiveram espalhados pela casa em formato bricolage total.

Isto é que foi vasculhar aquele Pintrest e inspirar-me naquelas fotografias maravilhosas.

O Bolo foi, novamente, a minha maravilhosa prima da página, bolo quer, bem me quer, que para além de delicioso, reproduziu na perfeição o que pedi.

O menu da festa foi todo Vegan, polvo assado vegan, pernas de galinha vegan, entrecosto assado vegan.

No entanto, o mais cobiçado, para além dos queijos, foi a tarte de limão, o húmus, o guacamole, as sandes de queijo com manjericão e tomate e o bolo. O bolo!!

O bolo fez magia, houve quem falasse em sabores da sua infância e quem se babasse a comer. Também foi a primeira vez que o João Maria comeu bolo, pelo menos que eu saiba, que isto de não querer dar açúcar a um filho se assemelha, para alguns, ao pior castigo existente à face da terra. Um verdadeiro marco para ele.

As fotos que se seguem têm o dedo do tão maravilhoso Primeiro Amor. Quando virem que já estão a perder qualidade é porque a foto foi tirada por mim. 

Foi um dia muito feliz em que ele transbordou alegria e isto é o que importa. 

Que sejas sempre muito feliz meu doce Little Pineapple. 

image.jpg

 

image.jpg

 

image.jpg

 

image.jpg

 

image.jpg

 

image.jpg

 

image.jpg

 

 

 

image.jpg

 

image.jpg

 

image.jpg

 

image.jpg

 

image.jpg

 

image.jpg

 

image.jpg

 

image.jpg

 

image.jpg

 

image.jpg

 

image.jpg

 

image.jpg

 

 

image.jpg

 

image.jpg

 

image.jpg

 

image.jpg

 

 

 

image.jpg

 

image.jpg

 

image.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


O seu 2 aniversário... Tudo "pó simplezinho"

por Pineapple com açúcar, em 13.02.18

E chegaram os terrible two, que por enquanto de terrible não têm nada... sim é verdade que o rapaz tem energia para fornecer uma favela inteira no Brasil e que de vez em quando levo uma chapadona ou outra e que do “ João Maria, não se faz isto!!” sai como resposta umas gargalhadas, mas também não encaro isto como um problema, visto que, é nesta altura que o dobro todinho, arrumo-o na minha mini mala de ananás e de lá não sai até me pedir desculpa em sete línguas diferentes. Sou rigorosa na educação, porque se não, quando dermo-nos conta já estamos depositadas num lar de terceira idade ilegal, sem reforma e com a permanente por fazer.
De resto, “frizava” o tempo e ele ficava assim, com dois aninhos por mais uns três anos (no mínimo).
Estou deliciada com tanta doçura e fofura ao mesmo tempo!
A mamusca teve de preparar a sua festa de aniversário, algo intimista e minimalista ao mesmo tempo. Convidamos só os mais próximos o indispensável, 328 pessoas, vivemos num apartamento por isso esta lista tão minimalista.
Tenho de agradecer do fundo do coração aos amigos e família que mal me perguntaram, “queres que te ajude em alguma coisa?”, comecei logo a tratar da distribuição de tarefas e funções.
Para começar pus logo duas amigas vestidas de criadas a servir os martinis no Hall de entrada do prédio e como sei que elas são todas pela moda e pela sensualidade e porque tenho este defeito de ter um coração de ouro, não as enfiei numa farda de criada sensaborona à lei jová e sem formas, tive o cuidado de as comprar na melhor sex shop do país. Lindas que elas estavam, tudo retesadissimo, colados aos corpitxos de sereias que elas têm.
Coloquei outros dois amigos nos elevadores de serviço, para evitar aqueles momentos mortos e constrangedores em que não sabes onde estacionar a vista e, claro, para não perderem o fio à festa, com um número de mímica e coelhos a sair de uma cartola, maravilhoso. Outras duas na entrada de casa que nem bazar manteiga a entregar as senhas dos casacos e malas. Mais umas outras com a farda retesadissima de criadas a circularem de bandeja com os serve serve... e aos familiares que não puderam estar presentes pu-los via skype no quarto das crianças a cantar músicas infantis alusivas ao mundo animal, desde o “atirei o pau à gato” até ao “ é o bicho, é o bicho” e ao “ que tiro foi esse, veado!”
No que diz respeito à animação da festa tive três amigos que fizeram um número de dança contemporânea na cozinha... Uma coisa... que nem há palavras!!
Enfim, tudo muito simples!!
O tema deste ano foram os animais, e para não complicar muito, sempre na base do “pó simples”, falei com um conhecido meu para me mandar via aérea (tenho conhecimentos nos aviões) a coleção toda do museu de história natural de Londres. Metade foi arrumada na arrecadação do prédio, porque exageraram na remessa e os dinossauros ficaram desossados nos caixotes das cargas, não havia espaço. Ainda montei um Tiranossauro Rex no canto em cima e outro em baixo da rua, mas os restantes tiveram mesmo de ficar.
Foi um dia muito feliz e que apesar de ter sido uma festa “pó simplezinha “ a criança desfrutou como ninguém. Andou aos saltos a rejubilar de alegria.
Espero que os amigos e familiares que estiveram a ajudar nas tarefas desta tão humilde festa consigam estar presentes, visto que numa sondagem de festa do 3 aniversário para possíveis melhoramentos de performances, todos disserem que achavam que tinham compromissos na altura... espero que consigam cancelar os compromissos agendados, porque é sempre um prazer ter-vos por perto e eu sei que adoraram e que me adoram. Desculpem aqueles que os deixei sem tarefas, mas como puderam ver foi tudo muito “pó simplezinho” e não dava para todos.
O Little pineapple amou a sua festa, esteve sempre em modo “êxtase total”, como podem comprovar por esta imagem.

 

 

D8D69BDC-A5D7-4AE3-9437-BDD7705BF2E2.jpeg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.