Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Férias #1

por Pineapple com açúcar, em 16.06.16

Pela primeira vez na vida viajei com o pacote completo. Tudo incluído. Homem, filho, padrinhos, comida, bebida, praia, piscina, sol. " All inclusivio".

 

O hotel

 

O hotel é famoso lá para os lados de sua majestade, repleto de ingleses com queimaduras de segundo grau e tenho quase a certeza que tinham um serviço de snipers à entrada a abater quem fosse magro. Dei por mim na piscina a pensar, " hei lá, atenção, como é que eu estou cá dentro?"

Estive quase a ir reclamar à recepção, mas fui pedir um cachorro e logo me esqueci.

A média do peso deveria rondar os cem, aquilo é que era fartura. Vi umas mamocas a apanhar banhos de sol que uma delas era, simplesmente, o meu tronco todo... Mais uma vez tive quase a ir reclamar à recepção a lacuna no serviço de snipers mas fui pedir uma fatia de pizza e logo me esqueci.

 

Os quartos

 

Os quartos eram super anos 70.

Porque é que a indústria hoteleira da classe média baixa adora cortinas e colchas enramadas? Tipo, o branco... O branco é tão simples e fácil, caga-se tudo é verdade, mas quem lava  lençóis conspurcados de surro de cabeça pode lavar colchas e cortinas. Para além disso têm lavandarias potentissimas.

Deixei o meu contacto na recepção.

"Mira guapo, quando quereis cambiar los quartos habla comigo. Cambio tudo e tudo muy baratito... Tudo com nanases, piñas!!! Cambiamos las estrelitas de lo hotel de quatro para siete, rápido. Compriamos tudo nos los chinieses que és mas fácil para queimar quando quisermos cambiar  tudo outra vez.  Habla com o teu patrão. Não te olvides."

 

As casas de banho tinham duche e banheira, o Little Pineapple tomava sempre o seu banhinho na banheira que nem um homem grande. Ficamos à rasca das costas mas o que é isso quando se está de férias?? 

 

 

O Buffet

 

O Buffet... Nem gosto muito de falar sobre isso que dá-me vontade de chorar de manhã à noite. Era muito bom.

Super variado e para todos os gostos. Podias comer de forma saudável durante os sete dias da semana ou se preferisses enfardar tudo o que é porcaria também o conseguias os sete dias.

 

Escandalizei-me várias vezes na semana. Primeiro porque tens tempo para te escandalizares, estás de férias, depois porque podes escandalizar-te na tua língua sem que ninguém perceba que estás escandalizada e a falar mal dos que te rodeiam e terceiro porque eu gosto de um bom "inredo".

 

Escândalo número um.

 

O sol. Eu não sei qual é a informação que dão a esta gente no seu país relativamente ao sol, mas não é a mesma que nos dão. 

Eu sou do tempo em que se ia para a praia com o boião de creme de cenoura, mas as coisas mudaram drásticamente.

Eu estou no tempo em que é mais aceitável cheirares uma linha de coca (salveseja) do que ires com os teus filhos para a praia sem sombrinha nem protector do meio dia às cinco.

Eu estou no tempo em que um bébé escaldado pelo sol dá direito a duas punhadas no focinho e aquela gente na boa. Das dez da manhã às sete da noite. Rapazes ao sol todo o dia, há-de ser o que nosso senhor quiser e depois na hora das refeições dava por mim a ver aqueles disparates a cirandarem todos escaldados.

 

O JM era o bébé mais pequenino do hotel e andávamos nós com todos os cuidados e mais alguns. Sombrinha, camisa, calções, chapéu e protector. O pai até colocou protector na cabeça toda deixando a pouca penugem da criança assolapada ao casco.

Aí fui reclamar, não houve hipótese.

Cheguei à recepção e foi mesmo em português,

" Olha lá, isso como é?? Tudo incluído, tudo incluído e paciência para sofrer o pai da criança, onde é que está? Publicidade enganosa é o que é. Compensation!!!"

 

Eu falo falo, mas quem anda a ficar a sismadinha de serviço é a mãe e o pai é que anda a acalmar os nervos e inseguranças da mãé.

 

Lá andei eu a fazer a boa ação do dia e andei a distribuir fotos de sensibilização em que o slogan era:  Cuidado com o sol que ainda te tornas numa fafuxa, tituxa, cocuxa, liluxa, ninuxa...

 

image.jpg

 

Escândalo número dois.

 

 A comida.

Deixares que o teu filho coma esparguete com Ketchup com sprite ou cola e em cima duas taças de gelado,não um dia (o que para mim já é grave), mas os sete dias da semana dá direito a duas chapadas no mesmo lado.

E eu que achava que deveria melhorar a minha alimentação, criar um estilo de vida mais saudável, nós somos o que comemos minha gente, chego lá e vejo que eu sou a rainha da comida saudável ( mais ou menos, vá).

Não sou de fundamentalismos, como de tudo, pizzas, cachorros, tudo, e também não vou ser fundamentalista com o meu filho. 

O açúcar é a droga do século, mas eu também não quero criar um tolinho que chega às festas de aniversário e entra em modo psicadélico a comer tudo o que abocanha, tudo porque a mãe, que não está presente, não o deixa comer, chegar à festa, e dar com ele debaixo da mesa de dentes pretos de chocolate e a engolir smarties como se não houvesse  amanhã. Mas, como é óbvio não vai comer (pelo menos na minha presença) bolicaos, nem batatas fritas, nem croissants de ovo ao pequeno almoço. 

Aquilo é que eram torres de comidas naqueles pratos e depois nem para subirem um lanço de escadas de 26 degraus (que eu contei), eram capazes de ficar cinco minutos à espera do elevador e nós de carrinho de bébé a ver os elevadores encherem e aguardarmos o próximo.

 

Escândalo número três.

 

As férias terem acabado num abrir e fechar de olhos. 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Vera Moniz e Medeiros a 16.06.2016 às 13:12

Oh God está mesmo bom este texto! O que eu me ri!...
Fez-me recordar um pouco do que foi a primeira viagem da M. ;) Um dia conto.... ;)
Beijinhos

Comentar post



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.