Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





O teu pai

por Pineapple com açúcar, em 20.03.16

 

O teu pai é um super herói, com super poderes.

 

Tem inúmeros poderes e tem como  principal missão proteger o teu mundo.

 

Sem bola de cristal o teu pai tem o poder de ver o futuro, de prever todas as doenças que poderás ter mediante o meio em que te inseres. Assim numa fração de segundos. Zika. Pneumonia. Gastrite. Bronquite. Gripe. Malária. Escarlatina... E mais e mais e mais.

 

Tem visão ultravioleta, 3D e outras coisas mais e em vez de pessoas vê bactérias  gigantes, verdes com alguma pigmentação e cornichos prontos a atacarem o teu sistema imunitário. Aí, o teu pai torna-se num temeroso Hulk e põe tudo a correr.

 

Tem olfacto super sónico conseguindo cheirar uma feijoada a ser feita no morro da macaca, no Rio de Janeiro, ou, até mesmo, o novo prato brasileiro de Lulas à "ministro". Por isso, quando decides entrar em modo "evacuação" o teu pai, quase, tem um colapso nervoso... tendo de recorrer a outros mega poderes para se estabilizar.

 

 O teu pai consegue ouvir uma folha a cair nas sete cidades e por isso passa a vida a fazer, shiuuuu, para que ninguém incomode o teu precioso soninho.

 

Por causa de ti consegue armazenar, metendo em prática, de forma imediata, um repertório de mil e uma música, sendo que mil ninguém conhece.

 

 O teu pai consegue levantar-te com um dedo e dar-te banho com uma mão, todos os dias. Imagina o quão forte é o teu pai.

 

O teu pai tem o poder de te ter em todo o lado, tem o poder de te carregar para todo o lado a toda a hora que nem casa dos segredos, 24 sob 24, transporta-te no coração. Estás lá no quentinho num apartamento duplex, porque mal chegaste ocupaste a área toda, restando muito pouco espaço para os restantes.

 

 O teu pai assumiu o papel de guardião, de protector da cria e muitas vezes esquece-se do meio que o rodeia. Esquece-se das pessoas, esquece-se dos protocolos e da diplomacia. Para o teu pai tu és o importante, o mais importante.

 

Quando nasceste o teu pai teve o super poder de se derreter em lágrimas, teve o poder de se desarmar, de libertar toda a emoção, teve o poder de se apaixonar por ti desde o primeiro minuto... O que é difícil para alguém tão pragmático que não acredita em amor à primeira vista.

 

Um dia, logo após o teu nascimento, mediante uma pergunta qualquer que o fiz, respondeu muito sério:

- Sabes, é que eu gosto muito dele.

 

Não disse para parecer bonito, não disse para parecer normal, não disse para ser aceite nem disse por obrigação. Disse completamente desarmado, disse-o do fundo do coração.

 

Acredita meu pequenote, nasceste com a sorte de ter o melhor pai do mundo. 

 

Que sorte!!

 

A mãe vê e só pensa:

"Caraças, que eu gostava tanto de um pai assim..."

 

A mãe já não o tem.

 

 

image.jpg

 

 

image.jpg

 

O teu pai com mais um super poder, neste caso, o poder de te conseguir fazer a manicure e com o poder de te pôr a dormir... Ou não!!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


4 comentários

Comentar post



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.